Sem experiência; Multinacional contrata para trabalho temporário de final de ano

A empresa multinacional holandesa de recursos humanos anunciou que já está recrutando candidatos para vagas temporárias nos setores de serviços e varejo, com destaque para os segmentos de vestuário, alimentício, redes hipermercadistas e eletroeletrônicos.

De acordo com o gerente, as demandas se concentrarão principalmente em empresas do comércio varejista de alimentos, vestuários, redes hipermercadistas, acessórios em geral, eletroeletrônicos, cosméticos e bebidas.

Segundo a empresa, os postos que precisarão ser reforçados nos próximos meses são de atendimento ao cliente, operador de caixa, auxiliar, analista de crediário, estoquista, repositor, demonstrador/promotor de vendas, bem como pessoal para efetuar carga e descarga de material. No segmento de prestadoras de serviço, haverá vagas em companhias aéreas, por exemplo.

Para participar das seleções, os candidatos precisam ter idade acima de 18 anos, com ensino médio completo, sem necessidade de experiência prévia. “Buscamos recrutar os profissionais que mostram bom relacionamento pessoal, dinamismo e que se comuniquem bem”, diz Alex David, gerente de contas corporativas da Randstad.

Segundo ele, mesmo vivenciando um cenário econômico desafiador, as empresas que fazem parte da carteira de grandes clientes da Randstad no Brasil – aquelas que contratam temporários em maior número -, ainda que apresentem uma postura mais conservadora que nos anos anteriores, devem contratar em 2015. “O índice de contratação de temporários pela Randstad, no fim de 2014, superou em 10% o de 2013. Outro fator positivo é que os projetos se estenderam até fevereiro deste ano. Agora, a expectativa é que esse número se mantenha”, afirma David.

Diversas vagas ainda serão abertas pela companhia. A Randstad espera que mais de 17 mil candidatos se cadastrem por meio do site da companhia (www.randstad.com.br), onde há um espaço exclusivo para os profissionais interessados.

O gerente da Randstad informa que todos os profissionais temporários contratados, com base na Lei nº 6.019/74, são registrados pela empresa, de acordo com o regime CLT. Isto é, com a carteira assinada, salário, jornada de oito horas e repouso semanal remunerados, salário igual ao do empregado efetivado e férias proporcionais e depósito do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), sendo que o prazo de contratação é de até três meses (90 dias).

 

Fonte: Fala Simões Filho

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.