Camaçari: antigo prédio do Senai vai abrigar novas turmas de cursos técnicos profissionalizantes

Camaçari: antigo prédio do Senai vai abrigar novas turmas de cursos técnicos profissionalizantes 1

A partir deste semestre o antigo prédio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), na Avenida Eixo Urbano Central, em Camaçari, deverá abrir novas turmas de cursos técnicos profissionalizantes de nível médio da Educação Profissional e Tecnológica.

A Prefeitura de Camaçari e o Governo do Estado firmaram um acordo de cooperação técnica nesta segunda-feira (27) para ampliar o número de vagas para os cursos no município. Na reunião entre o prefeito Elinaldo Araújo (DEM) e o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, foram definidas as diretrizes.

Durante o encontro, ficou definido que as instalações cedidas pela prefeitura serão vistoriadas para que sejam definidas, o quanto antes, as intervenções a serem realizadas.

Atualmente, o Centro Territorial de Educação Profissional da Região Metropolitana de Salvador (CETEP), instituição que oferece os cursos técnico-profissionalizantes de nível médio no município, atende a cerca de 800 alunos.

De acordo com o prefeito Elinaldo, a cessão do prédio atende a um pedido feito pelo governador Rui Costa (PT). “Juntos, município e estado, vamos trabalhar para ampliar as oportunidades e, desta forma, os jovens da cidade poderão se capacitar para o mercado de trabalho através de cursos técnicos de qualidade”, salientou o chefe do Executivo municipal.

Para o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, com esse acordo de cooperação técnica, a cidade poderá receber uma quantidade maior de vagas da educação profissional. “É público e notório o potencial industrial de Camaçari. A oferta qualifica cada vez mais os jovens moradores da cidade para esse mercado crescente”, destacou.

Para secretária da Educação de Camaçari, Neurilene Martins, o município dá passos largos, junto com o estado, para ampliar essas vagas e possibilitar que os estudantes do ensino médio tenham uma formação técnica. “Desse modo, o nosso Programa Mais e Melhor Educação segue atuando não apenas no ensino infantil e fundamental, mas também no ensino médio”.

Ainda participaram da reunião o secretário de Governo, José Gama, o coordenador de Articulação de Projetos para a Educação do Estado, Helder Amorim Barbosa, e o diretor de Empreendedorismo, Inovação e Institucionalização do Estado, Wendell Machado.