Prefeito entrega Ciat após reforma da estrutura

Sob aplausos, o prefeito Elinaldo Araújo entregou no fim da tarde desta quarta-feira (16/5), o Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (Ciat), que foi requalificado para melhor atender ao público. As mudanças no local vão além das físicas. Objetivando humanizar o serviço, os cidadãos que têm por hábito chegar cedo ao espaço, serão acolhidos a partir das 6h e poderão aguardar com conforto e segurança o atendimento, que ocorre de segunda a sexta-feira, de 8h às 14h.

Além de ganhar nova pintura e identidade visual, o espaço passou por revisão no telhado, no sistema de refrigeração, bem como nas redes elétrica e hidráulica. O Ciat ganhou ainda uma área verde gramada, grades de proteção nas janelas e novo revestimento cerâmico nas paredes externas. As mudanças e readequações possibilitarão o aumento no atendimento, que antes eram de 200 pessoas por dia e passará para 1000. As senhas serão entregues durante o acolhimento, a partir das 6h.

“O centro tem um papel importante no processo de intermediação de mão de obra e, com certeza, essas modificações estruturais servem como mais um elemento de motivação para que empresas firmem parceria com o órgão e passem a disponibilizar oportunidades de trabalho através do Ciat, que cuida do profissional de forma integral, não apenas realizando cadastro e busca ativa de vagas, mas cuidando da qualificação do profissional, para que cada vez mais os trabalhadores atendam aos perfis solicitados pelas empresas”, declarou o prefeito Elinaldo Araújo.

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, Waldy Freitas, é de fundamental importância estreitar a relação com as empresas, tanto as de grande porte, quanto as micro, pequenas e médias. “Essa é a orientação do prefeito e nós temos nos debruçado na busca por fortalecer o comércio local para que os empreendimentos possam ampliar suas atividades e mais pessoas sejam lançadas no mercado de trabalho”, explicou ao acrescentar que esse processo de escuta do empresariado é essencial para entender quais as reais necessidades das companhias no que se refere ao perfil dos colaboradores.

As vizinhas Valdirene Nascimento e Diana Paixão, moradoras do bairro Jardim Limoeiro, foram juntas conferir de perto a entrega do centro e gostaram do que viram. “Sou observadora de segurança e estou em busca de uma oportunidade de trabalho. Acho que com as melhorias o atendimento será mais rápido e organizado”, pontuou Valdirene. Diana é cozinheira profissional e também quer trabalhar, ela concorda com a amiga e acha que “agora o serviço será bem prestado, o que facilita e muito a nossa vida”, disse.

O momento de entrega da requalificação do Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador foi acompanhado pelo vice-prefeito, José Tude, assim como secretários e vereadores municipais. No local também havia representantes da classe empreendedora, representada pelos presidentes da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL/BA) e do Sindicato do Comércio Patronal de Camaçari e Região (Sicomércio), Pedro Failla e Juranildes Araújo, respectivamente.

ATENDIMENTO

Ao chegar no Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador, o cidadão deve passar pela recepção, responsável por realizar a pré-triagem, identificando a necessidade do trabalhador e o encaminhando ao setor correspondente. Para pesquisa de vagas de trabalho ou cadastro, o candidato deve comparecer munido da carteira de trabalho (CTPS), CPF, comprovante de residência e escolaridade, além dos certificados para comprovar a realização de cursos.

Para dar entrada no seguro desemprego, o trabalhador deve apresentar a guia, o termo de rescisão de contrato, comprovante original de saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), carteira de trabalho, que deve estar em bom estado de conservação, documento de Identificação com Foto (Rg, reservista, CREA ou carteira de habilitação), original e cópia dos comprovantes de residência e escolaridade. No caso de processo seletivo, o trabalhador deverá apresentar a carta de encaminhamento e em caso de qualificação, a carteira de trabalho.

Atualmente o órgão conta com quatro salas para processo seletivo, além de outras 10 destinadas para reunião, pré-atendimento e atendimento, arquivo, coordenações, call center, serviço de psicologia, serviço social, supervisão de captação e de administração de vagas. No local, atuam 30 servidores que além dos serviços de intermediação de mão de obra, trabalham na organização de qualificações com o objetivo de aperfeiçoar a mão de obra.